Results for "Policia"
Pai e filho são presos em Patu acusados de matar um garçom em Assu
Notícia A equipe de Policiais Civis de Assú foi à cidade de Patu/RN, na manhã do dia de hoje, 18 de outubro, para cumprir 02 mandados de prisão preventiva. Os alvos da operação foram os já conhecidos da região, Damião Firmino da Silva, "Damião do Baralho” de 59 anos de idade e o filho Éder Frankle da Silva, de 35, por terem matado, de forma covarde, no ano de 2008, o garçom Francisco das Chagas Bezerra, "Chaguinha". 
Durante a operação "Abril despedaçado", realizada pela policia civil, Damião do Baralho, falou com uma emissora de televisão e, em programa com divulgação nacional, teria confessado o crime, afirmando que o cometeu em defesa do seu filho Éder, mas que os fatos não seriam do conhecimento da polícia.
Em abril do ano corrente, a equipe iniciou as investigações sobre o caso, localizando testemunhas e provas do crime, tudo arregimentado ao Inquérito Policial, sendo representando e decretada a prisão dos 02 suspeitos.
Segundo o Delegado Tony Cidorgeton, da cidade de Assu, Francisco da Chagas foi morto, a tiros e com chutes e socos, no dia 04 de julho de 2008, na Rua Dr. Luis Carlos, no bairro Frutilandia, em Assu. Damião Firmino e seu Filho, foram presos acusados de homicidio Doloso Qualificado
Outros procedimentos contra os suspeitos estão em andamento, como também contra os demais envolvidos na Operação.


Jota Lourenço sexta-feira, 20 de outubro de 2017
Cinco presos escaparam na madrugada de hoje(18) do Complexo Penal João Chaves em Natal.


Cinco presos escaparam na madrugada desta quarta-feira (18) do Complexo Penal João Chaves, da Zona Norte de Natal. Segundo a PM, os detentos escaparam por um buraco no pé do muro do setor de triagem, local reservado para presos recém-chegados.
A Secretaria de Justiça e da Cidadania (Sejuc) confirmou a fuga e os nomes dos que escaparam, mas ainda não se posicionou sobre como aconteceu ou que providências foram adotadas.
FUGIRAM:
* Edivaldo Fagundes da Rocha
* Max Gabriel Silvestre dos Santos(Macau)
* Matheus Gleydson Resende da Silva
* Edivaldo Fagner Monteiro Goteu
* David Eduardo Bezerra da Silva

Agentes que trabalham no CPJC disseram que a unidade tem capacidade para 80 presos fechados, mas abriga atualmente cerca de 220.



 




LIGEIRINHO ÁGUA E GÁS. a entrega mais rápida da cidade, tel (9090) 3521-2272 /9694-8448 ou 9970 4613.comprando o seu botijão Brasil Gás, você ganha cupon e concorre a premios no final de cada mês, Av.  Centenário/ centro Macau, organização Gilmar 

Jota Lourenço quarta-feira, 18 de outubro de 2017
Dois suspeitos morrem após troca de tiros com a PM na Grande Natal
Dois homens morreram após trocar tiros com a Polícia Militar no início da manhã desta sexta-feira (6), em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. O caso aconteceu na comunidade Massaranduba, onde os suspeitos foram encontrados por meio de denúncias da população. Eles foram identificados oficialmente como Osmar Matheus de Abreu, de 18 anos, e José Wilke Januário Galdino, de 24 anos.
Segundo a PM, o vídeo acima mostra os suspeitos realizando assaltos na cidade. A assessoria de comunicação da PM informou que quem reconhecer os suspeitos nas imagens deve procurar a delegacia.


De acordo com o capitão Ivson Lima de Araújo, comandante da PM em São Gonçalo, eles eram suspeitos de praticar vários assaltos na cidade e haviam roubado um carro modelo Doblò nesta quinta-feira (5). O veículo também foi usado nos roubos. 


A PM montou uma operação e foi realizar buscas na região de Massaranduba onde encontrou o carro e os suspeitos.

Ao se depararem com os policiais, os homens tentaram fugir e atiraram contra os militares, que revidaram, segundo a PM. "Eles foram socorridos ao Hospital Santa Catarina, em Natal, mas lá se confirmou que eles não resistiram", informou.


Com os suspeitos foram encontradas duas armas de fogo, vários celulares, bolsas e objetos de valor. Os materiais foram levados à Delegacia de Polícia Civil de São Gonçalo. Pelo menos quatro vítimas teriam ido até lá, ainda durante a manhã, para tentar reaver objetos roubados. 

Ainda de acordo com o capitão Ivson, a polícia recebeu os vídeos das câmeras de segurança instaladas pela Prefeitura de São Gonçalo do Amarante, que comprovam a ação dos homens em assaltos no município. "Essa parceria tem nos ajudado a identificar os criminosos", comentou ele, ressaltando que a PM realizou pelo menos 14 operações como a desta sexta, em setembro e ressaltou que a população pode realizar denúncias. O capitão também afirmou que a participação da população, com denúncias, é muito importante para a atuação da polícia.
G1RN

Uma das armas encontradas com os suspeitos, segundo a PM (Foto: Divulgação/ PM)  .

Jota Lourenço sexta-feira, 6 de outubro de 2017
PF prende suspeito de chefiar roubos a bancos no Nordeste


A Polícia Federal deflagrou a Operação Rastilho (rastro de pólvora) objetivando investigar um bando suspeito de ser o responsável por várias ações criminosas contra agências bancárias no Rio Grande do Norte e em outros estados do Nordeste. As ações aconteciam sempre na madrugada e, além das instituições bancárias, os destacamentos da Polícia Militar também eram violentamente atacados.
Foram cumpridos cinco mandados de prisão, sendo dois em Natal, um em Assú e um em Lajes no Rio Grande do Norte e outro na cidade de Surubim em Pernambuco, além de seis mandados de busca e apreensão, sendo dois em Natal, em Lajes um e um também em Assú, e outros dois na cidade pernambucana de Santa Cruz do Capibaribe.

A notícia é do setor de Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte que não divulgou os endereços dos imóveis nem a identificação dos alvos dos mandados. A mesma fonte acrescentou que, durante o cumprimento dos mandados, um acusado foi encontrado de posse de um revolver e preso em flagrante.
Iniciada há nove meses, a investigação da Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio e ao Tráfico de Armas (DELEPAT), teve seu início após o assalto praticado contra a agência do Banco do Brasil de Lajes, no final de janeiro deste ano, sendo apurado, em sequência, outros roubos contra as agências de várias cidades, como Florânia, Umarizal, Caraúbas, João Câmara, Santana do Matos e Touros, todas no Rio Grande do Norte, além de Ingá e Belém do Brejo do Cruz, na Paraíba.
Durante as diligências, a PF estourou ainda os locais de apoio do bando e conseguiu prender em Santa Cruz do Capibaribe/PE, um homem foragido da justiça, acusado de ser o líder da organização criminosa e um dos maiores assaltantes de bancos do Nordeste.
Vale ressaltar que parte desse mesmo grupo criminoso já havia sido preso anteriormente em uma operação deflagrada pela Polícia Civil do RN (DEICOR), quando, também, foram apreendidas várias armas utilizadas nos assaltos.
 
 
_

Jota Lourenço
Delegado e ex-PM do RN são suspeitos de agiotagem e lavagem de dinheiro, diz MP

Operação Tábua VIII foi deflagrada nesta quinta-feira (5) em cidades do RN e da Paraíba.

Operação investiga corrupção entre policiais e cumpre mandado em Sousa, no Sertão da Paraíba (Foto: Beto Silva/TV Paraíba)


Um delegado e um ex-policial militar do Rio Grande do Norte são alvo da operação Tábua VIII, deflagrada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte nesta quinta-feira (5). Foram expedidos cinco mandados de busca e apreensão nas casas dos servidores, em cidades do Rio Grande do Norte e da Paraíba. Eles são suspeitos de envolvimento com crimes de usura (agiotagem), lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Segundo o MPRN, os investigados são o delegado Renato Oliveira e ex-policial militar Benedito Arimatéia. Os mandados foram cumpridos nas cidades de Apodi e Caicó, no Oeste e Seridó potiguar, a na cidade de Sousa, na Paraíba. O nome da operação faz referência à Lei das Doze Tábuas do Direito Romano. A oitava tábua tratava dos crimes e das condutas ilícitas, sendo um dos mais antigos registros históricos da proibição da usura e anatocismo, que é a cobrança de juros sobre juros.


O delegado Renato Oliveira afirmou que foi pego de surpresa pelas investigações, mas que está extremamente tranquilo e que vai provar sua inocência. O G1 também procurou o ex-PM, mas não conseguiu contato com ele. 

Jota Lourenço quinta-feira, 5 de outubro de 2017
Gerente e tesoureiro ficam reféns durante assalto a agência dos Correios Assu RN




 


Segundo a Polícia Militar, os assaltantes foram à casa do tesoureiro da agência no início da manhã, acreditando que ele era o gerente da unidade. Quando o homem disse que não era o gerente e não poderia abrir o cofre, como foi ordenado, os bandidos foram até a casa da gerente e também fizeram a mulher e seus familiares reféns.

Ainda de acordo com a PM, os dois funcionários foram levados até a agência e obrigado a entrar discretamente pela lateral do prédio. Com o cofre aberto, os assaltantes pegaram todo o dinheiro e fugiram.

"Eles estavam em uma Saveiro de cor cinza, com placas de Parnamirim. Estamos realizando buscas na região, mas nenhum suspeito foi encontrado até agora", informou o tenente coronel Assis Santos, comandante do 10º Batalhão da PM. As investigações ficarão a cargo da Polícia Federal. 





 O  LojãoFortaleza  agora está em novo endereço, temos confecções e calçados para homens mulheres e crianças, além de artigos de cama mesa e banho, peças apartir de 10,00 reais
aguardamos sua visita, rua Martins Ferreira, centro Macau, vizinho a camara municipal

 


Jota Lourenço
Suspeito de comandar facção na Favela do Japão, em Natal, é morto em confronto com a PM


Policiais militares do Batalhão de Choque trocaram tiros com um criminoso na madrugada desta segunda-feira (25) durante um patrulhamento de rotina no bairro das Quintas, na Zona Oeste de Natal. Rafael da Silva Morereira, mais conhecido como 'Careca', ainda foi socorrido ao Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, mas não resistiu aos ferimentos.
Segundo o comandante do BPChoque, o morto fazia parte de uma facção criminosa que comanda o tráfico de drogas na região, além de ser o 'armeiro' do grupo. "Ele era o responsável por distribuir armas para o PCC na favela", afirmou o tenente coronel Rodrigo Trigueiro.
Um revólver calibre 38 e seis munições deflagradas foram apreendidos.
O confronto

Ainda de acordo com o tenente coronel Trigueiro, a troca de tiros aconteceu por volta das 4h30 na comunidade Novo Horizonte, mais conhecida como Favela do Japão, no bairro das Quintas. Foi quando uma das guarnições do BPChoque se deparou com o criminoso. "A viatura fazia um patrulhamento de rotina dentro da operação Madrugada Segura. O 'Careca' estava no meio da rua, armado. Quando os policiais se aproximaram, ele começou a atirar. O revide foi inevitável. Ainda o socorremos para o hospital, mas morreu ao dar entrada no pronto-socorro", acrescentou.
 
 
 
 
 

 O  LojãoFortaleza  agora está em novo endereço, temos confecções e calçados para homens mulheres e crianças, além de artigos de cama mesa e banho, peças apartir de 10,00 reais
aguardamos sua visita, rua Martins Ferreira, centro Macau, vizinho a camara municipal
 

Jota Lourenço segunda-feira, 25 de setembro de 2017
Mulher é detida com arma e mais de R$ 7 mil em Mãe Luiza
 



Na noite desta segunda-feira (26), uma equipe de policiais militares recebeu uma denúncia de que havia uma mulher em uma determinada residência em atitudes suspeitas na Travessa São Luiz, bairro Mãe Luiza.
Ao chegarem no local, a equipe de Policiais Militares consegui a permissão para entrar na residência, e ao entrar e realizarem as buscas encontraram uma pistola calibre 380 com um carregador contendo 14 munições, R$ 7.426,00 em dinheiro, além de materiais típicos para o tráfico de drogas.
Os policiais militares conduziram a suspeita de 48 anos, com o material apreendido, à Central de Flagrantes para os procedimentos cabíveis.


 


 O  Lojão Fortaleza  agora está em novo endereço, temos confecções e calçados para homens mulheres e crianças, além de artigos de cama mesa e banho, peças apartir de 10,00 reais
aguardamos sua visita, rua Martins Ferreira, centro Macau, vizinho a camara municipal.

Jota Lourenço terça-feira, 27 de junho de 2017
DHPP indicia 13 detentos da facção Sindicato do RN por morte em presídio* Homicídio foi cometido na Penitenciária João Chaves

 

19424377_1904266806514555_4479866412902303535_n

Uma investigação da Delegacia de Homicídio da Zona Norte (DHZN) da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) indiciou 13 detentos da Penitenciária João Chaves por terem matado o preso Luiz Clebson de Araújo, conhecido por “Mossoró”, 26 anos, no dia 26 de setembro de 2016.

A investigação descobriu que o grupo, formado por integrantes da facção Sindicato do RN, matou a vítima e simulou que a mesma tivesse cometido um suicídio. Na tarde do dia 26, o corpo de Luiz foi encontrado dependurado na entrada da cela 10, do Pavilhão 2. Ele havia cometido crimes como roubo e tráfico de drogas.
Foram indiciados por homicídio qualificado e associação criminosa:

Adriano Machado, vulgo “Goianinha”, 30 anos; David Lopes da Silva, vulgo “Riú”, 30 anos; Wellington Fernandes de Lima, vulgo “Espanta”, 32 anos; Hegleiber Silva dos Santos, vulgo “Ceará”, 34 anos; Israel Nascimento de Oliveira, 27 anos; Moab Cristiano de Araújo Pinheiro, 31 anos; Edson Luiz de Oliveira, vulgo ” Shampoo”, 30 anos; Pedro Caetano da Silva, vulgo “Pedro Boy” ou “Coroa Pedro”, 35 anos; José Ederfran Rodrigues Pessoa, 37 anos; José Wellington Costa de Souza Junior, vulgo “Aranha”, brasileiro, 27 anos; Jubiranilson de Araújo Barbosa, vulgo “Jubi”, 28 anos; Maciel Cavalcanti Odilon, vulgo “Badibi”, 27 anos; Marcelo Moreira de Oliveira, vulgo “Marcelo Boy ou Marcelo de Cleuza”, 42 anos; Marcos dos Santos Aguiar, vulgo “Cara de Pulga Maruim”, 35 anos. A DHPP já representou à Justiça a prisão preventiva dos 13 indiciados.

De acordo com as investigações, a motivação para que Luiz Clebson fosse morto pelos integrantes do Sindicato do RN seria porque o mesmo estava montando uma falsa fuga para os presos do Sindicato do RN que estavam detidos no Pavilhão 2, com o intuito de serem executados logo após a fuga. Luiz Clebson estava arquitetando para que os detentos do Sindicato do RN fossem mortos por integrantes do Primeiro Comando da Capital.

O plano arquitetado por Luiz Clebson estava sendo combinado por celular e um dos presos do Sindicato do RN conseguiu pegar o celular da vítima e descobriu todo o plano. Após a descoberta, os presos do Sindicato do RN decidiram matar Luiz Clebson. Para elucidar o homicídio da vítima, a equipe da DHPP ouviu 46 presos que estavam detidos no Pavilhão 2.

Rannañ an dra-se :

 

Uma investigação da Delegacia de Homicídio da Zona Norte (DHZN) da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) indiciou 13 detentos da Penitenciária João Chaves por terem matado o preso Luiz Clebson de Araújo, conhecido por “Mossoró”, 26 anos, no dia 26 de setembro de 2016.

A investigação descobriu que o grupo, formado por integrantes da facção Sindicato do RN, matou a vítima e simulou que a mesma tivesse cometido um suicídio. Na tarde do dia 26, o corpo de Luiz foi encontrado dependurado na entrada da cela 10, do Pavilhão 2. Ele havia cometido crimes como roubo e tráfico de drogas.
Foram indiciados por homicídio qualificado e associação criminosa:

Adriano Machado, vulgo “Goianinha”, 30 anos; David Lopes da Silva, vulgo “Riú”, 30 anos; Wellington Fernandes de Lima, vulgo “Espanta”, 32 anos; Hegleiber Silva dos Santos, vulgo “Ceará”, 34 anos; Israel Nascimento de Oliveira, 27 anos; Moab Cristiano de Araújo Pinheiro, 31 anos; Edson Luiz de Oliveira, vulgo ” Shampoo”, 30 anos; Pedro Caetano da Silva, vulgo “Pedro Boy” ou “Coroa Pedro”, 35 anos; José Ederfran Rodrigues Pessoa, 37 anos; José Wellington Costa de Souza Junior, vulgo “Aranha”, brasileiro, 27 anos; Jubiranilson de Araújo Barbosa, vulgo “Jubi”, 28 anos; Maciel Cavalcanti Odilon, vulgo “Badibi”, 27 anos; Marcelo Moreira de Oliveira, vulgo “Marcelo Boy ou Marcelo de Cleuza”, 42 anos; Marcos dos Santos Aguiar, vulgo “Cara de Pulga Maruim”, 35 anos. A DHPP já representou à Justiça a prisão preventiva dos 13 indiciados.

De acordo com as investigações, a motivação para que Luiz Clebson fosse morto pelos integrantes do Sindicato do RN seria porque o mesmo estava montando uma falsa fuga para os presos do Sindicato do RN que estavam detidos no Pavilhão 2, com o intuito de serem executados logo após a fuga. Luiz Clebson estava arquitetando para que os detentos do Sindicato do RN fossem mortos por integrantes do Primeiro Comando da Capital.

O plano arquitetado por Luiz Clebson estava sendo combinado por celular e um dos presos do Sindicato do RN conseguiu pegar o celular da vítima e descobriu todo o plano. Após a descoberta, os presos do Sindicato do RN decidiram matar Luiz Clebson. Para elucidar o homicídio da vítima, a equipe da DHPP ouviu 46 presos que estavam detidos no Pavilhão 2.


Jota Lourenço segunda-feira, 26 de junho de 2017
Membro do PCC é preso em Mossoró


 

Jota Lourenço quinta-feira, 4 de maio de 2017
PM de Macau prende foragido acusado de roubos

A guarnição que não da mole pra bandido, a PAU DE DAR EM DOIDO, prende domingo dia 30 de abril, pela manhã, um foragido da justiça conhecido nosso, contra mesmo havia um mandado de prisão em aberto por várias acusações de roubo e assalto na região de Macau, o mesmo tentou fugir da guarnição ao avista a vtr, mais os policiais foram mais rápidos, e alcançaram o acusado e o mesmo foi levado a DP de Macau para ser trancafiado. David da Rocha Paulista, o Dayvinho, estava foragido desde do dia 23 de dezembro de 2015.


 



 O  LojãoFortaleza  agora está em novo endereço, temos confecções e calçados para homens mulheres e crianças, além de artigos de cama mesa e banho, peças apartir de 10,00 reais
aguardamos sua visita, rua Martins Ferreira, centro Macau, vizinho a camara municipal.

 

Jota Lourenço segunda-feira, 1 de maio de 2017
Polícia Civil divulga retratos falados de suspeitos da morte de motorista de Uber .


Crime aconteceu no início do mês de abril, durante tentativa de assalto.



 A Polícia Civil divulgou dois retratos falados de suspeitos do assassinato do motorista de Uber Raimundo Teixeira Martins. Ele foi morto no dia 2 de abril, com um golpe de faca no pescoço, durante uma tentativa de assalto. O crime aconteceu no bairro de Nazaré, zona Oeste de Natal.

A Polícia Civil pede que quem tiver alguma informação sobre os criminosos pode denunciar ligando para o telefone 181 (Disque Denúncia) ou entrando em contato pelo (84) 98169-7131, que funciona com WhatsApp. A identidade é mantida em sigilo.Após investigações e depoimentos de testemunhas, a Polícia Civil conseguiu elaborar dois retratos falados com as características dos suspeitos. O caso é investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa.


Jota Lourenço quinta-feira, 20 de abril de 2017
Policia Federal divulga retrato falado de suspeito de matar agente penitenciário em Mossoró


A Polícia Federal divulgou nesta quinta feira 13 de abril,o retrato falado de um suspeito da morte do agente penitenciário federal Henry Charles Gama Filho de 50 anos, assassinado com quatro tiros de pistola ponto 40 na tarde desta quarta feira (12) no bairro Boa Vista em Mossoró RN.
Henry Charles trabalhava no presídio federal de Mossoró e foi surpreendido por homens que chegaram em um veículo e atiraram várias vezes contra o agente que estava de folga e bebia em um bar naquele bairro. 
O caso está sendo investigado em conjunto pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e pela Polícia Federal, tendo em vista que o agente assassinado era servidor público federal. 
As investigações não descartam a possibilidade de que a morte do agente esteja relacionada com a atividade que exercia. 
O retrato falado do suspeito do crime, foi produzido pela Polícia Federal de Mossoró, baseado nos depoimentos e descrições feitas por testemunhas do homicídio. 
A investigação pede que se alguma tiver alguma informação que leva a polícia a chegar até o suspeito pode denunciar através do telefone 3204-5500. A identidade do denunciante será mantida em sigilo. 
 
 


 Drogaria Timoneiros, compromisso com a sua saúde, por trás do ginásio de esportes e agora com sua filial no CCAB em Macau, onde funcionou o aliment,s Rstaurante, Fones 3521 2300 ou 99965-0048

Jota Lourenço sexta-feira, 14 de abril de 2017
Jandaíra: Tentativa de assalto aos Correios termina com tiros e a prisão de três suspeitos


Agência dos Correios de Jandaíra teve a porta de vidro destruída
Agência dos Correios de Jandaíra teve a porta de vidro destruída
 
Por volta das 15:30hs desta quarta-feira (29), dois homens armados tentaram assaltar o correio da cidade de Jandaíra, a tentativa foi frustrada e terminou com tiros que destruíram a porta giratória e uma moto tomada de assalto para ser usada na fuga.
A policia agiu rápido e conseguiu prender 3 suspeitos de envolvimento no assalto, com os suspeitos foram apreendido um Siena e uma Bros 160, a policia não conseguiu localizar nenhuma arma com os suspeitos que foram transferidos para a policia federal em Natal.
Dois são maiores de idade e são de Natal, já o de menor de idade é morador da cidade, eles foram presos por suspeita de serem os responsáveis em dá fuga a dupla que tentou assaltar o correio, já a dupla que tentou efetuar o assalto fugiu em moto e já no município de Parazinho tomaram outra moto de assalto para continuar a fuga.
 
Suspeitos foram pegos pela polícia
Suspeitos foram pegos pela polícia
Eurípedes Dias
 
 
 
 
 

 Publicidade
Cento médico Macau e Prolab mais espaço e serviços para a população
Centro médico Macau e Prolab mais espaço e serviços para a população

O Centro Médico Macau e o Laboratório Prolab ampliam o leque de serviços à população,  com o Centro de Diagnóstico por Imagem, realizando exames de Raio X, Mamografia e Ultra Som, entre outros. oferecendo serviços médicos de excelência através de uma equipe especializada.
Maiores informações no Centro Médico e Laboratório Prolab –  na Rua Amaro Cavalcante, 122, centro, ou nos telefones: 3521-2370 e 3521-2203.

Jota Lourenço quinta-feira, 30 de março de 2017
Servidor que atirou em procurador e promotor no RN se entrega à polícia

Guilherme Wanderley Lopes se entregou na manhã deste sábado (25).
Procurador-geral adjunto e um promotor foram baleados nesta sexta-feira.

Do G1 RN
Guilherme Wanderley Lopes da Silva, de 44 anos, é procurado pela polícia  (Foto: MP/Divulgação)Guilherme Wanderley Lopes da Silva, de 44 anos, é procurado pela polícia (Foto: MP/Divulgação)
O servidor do Ministério Público Guilherme Wanderley Lopes da Silva se entregou à Polícia, na manhã deste sábado (25).  Ele estava sendo procurado desde o final da manhã desta sexta-feira (24), quando atirou contra procurador-geral de Justiça adjunto, Jovino Sobrinho, e o promotor público Wendell Beetoven.
De acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Militar, Guilherme se entregou no  Quartel do Comando Geral da Polícia Militar.

Guilherme Lopes entrou armado em uma reunião onde estava o procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, e seus auxiliares, na manhã desta sexta-feira. De acordo com relato de Rinaldo, "Guilherme se aproximou, colocou dois papéis na minha mesa e disse: 'Isso é uma recompensa por tudo o que vocês fizeram'. Em seguida, ele puxou a arma e a tirou do coldre. Gritei para todos que ele estava armado e houve uma correria. Ele apontou o revólver em minha direção e atirou, mas errou".
O servidor, porém, conseguiu atingir o promotor Wendell Beetoven com um tiro nas costas e, em seguida, já em outra sala, efetuou dois disparos contra o procurador-geral de Justiça adjunto, Jovino Sobrinho.
Tiro efetuado por Guilherme Lopes atingiu porta do procurador-geral de Justiça (Foto: Fred Carvalho/G1)Tiro efetuado por Guilherme Lopes atingiu porta do procurador-geral de Justiça (Foto: Fred Carvalho/G1)
Após o atentado para sair das salas dos membros do MP cruzando com os seguranças, Guilherme gritava que havia um homem atirando atrás. "Mesmo assim, houve troca de tiros no estacionamento. Depois, ele escapou", disse o procurador-geral.

Rinaldo Reis disse ainda que não há na ficha funcional de Guilherme Lopes, até então, nada que desabonasse a conduta profissional dele. "Não tenho a menor ideia do que tenha motivado o servidor a atentar contra nossas vidas. Ele é concursado, servidor efetivo e ainda exerce cargo comissionado no Ministério Púbico. Nunca houve constrangimento na parte administrativa, nunca houve processo disciplinar, nunca foi afastado das funções dele, não há registro de qualquer afastamento por problema psíquico. Era um servidor considerado por todos como normal".
PMs e seguranças do MP fazem buscas pelo servidor, que fugiu após os disparos (Foto: Fred Carvalho/G1)PMs e seguranças do MP fizeram buscas pelo servidor, que fugiu após os disparos (Foto: Fred Carvalho/G1)
No Diário Oficial deste sábado (25), foi publicada a exoneração de Guilherme "das funções do cargo de provimento em comissão de assessor jurídico ministerial dos serviços auxiliares de apoio administrativo do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte, com efeitos a partir do dia 24".
Carta
Uma carta deixada pelo atirador na mesa do procurador-geral, Rinaldo Reis, antes de efetuar os disparos, revela que o procurador-geral de Justiça, o procurador-adjunto e o coordenador jurídico do Ministério Público do Rio Grande do Norte seriam os alvos do servidor.

"Felizmente, embora tenha atingido dois colegas promotores, o Guilherme não conseguir assassinar nenhum de nós", falou Rinaldo. O procurador-adjunto Jovino Sobrinho e o coordenador jurídico Wendell Beetoven passaram por cirurgias no hopsital Walfredo Gurgel, o maior pronto-socorro do Rio Grande do Norte, e, segundo Rinaldo Reis, têm quadros clínicos estáveis.
Na carta, que era digitada e impressa, Guilherme Lopes faz referência a atos administrativos da atual gestão do Ministério Público. Embora o documento ainda não tenha sido publicizado para não atrapalhar o trabalho da polícia, Rinaldo Reis disse que Guilherme reclamava na carta de uma equiparação salarial entre assessores dentro do MP. Segundo o procurador-geral, o servidor não teve perda salarial com esse ato.

Jota Lourenço sábado, 25 de março de 2017