Operação nacional contra homicídios e feminicídios prende mais de 30 no RN



Pelo menos 33 pessoas foram presas na manhã desta terça-feira (28) em cumprimento a mandados de prisão da segunda fase da Operação Cronos.
Polícias civis do Rio Grande do Norte participam da megaoperação — Foto: Polícia Civil do RN/Divulgação
Polícias civis do Rio Grande do Norte participam, na manhã desta terça-feira (28), de uma megaoperação que busca por acusados de crimes graves, como homicídio e feminicídio. Mandados de prisão estão sendo cumpridos em 21 estados e no Distrito Federal.
Segundo a Delegacia Geral da Polícia Civil do RN, pelo menos 33 pessoas haviam sido presas em várias cidades do estado até as 7h50. Destes, 11 foram presos por homicídio. E ainda houve a prisão de outras 11 pessoas por roubo, 5 por tráfico de drogas, 3 por posse ilegal de arma de fogo, 2 por violência doméstica e 1 por estupro de vulnerável.
Esta é a segunda fase da operação Cronos, coordenada pelo Ministério da Justiça, que tem apoio do Ministério da Segurança Pública (MSP) e é coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícias Civis (CONCPC).
Primeira fase
A operação denominada Cronos II é a segunda fase da ação que foi desencadeada em agosto do ano passado.
Na época, mais de mil pessoas foram presas em todo o país e 75 adolescentes foram apreendidos. A ação contou com aproximadamente 6,6 mil policiais civis.
No RN, em 2018, foram 21 presos - dentre eles investigados por crimes de feminicídio (consumados e tentados), estupro e estupro de vulnerável. Também foram presos suspeitos que descumpriram medidas protetivas previstas na Lei Maria da Penha.
 
 
 
 Publicidade

Armarinho Macau,lojas 1 e 2 tudo em um só lugar, artigos de cama mesa e banho, confecções em geral, a moda de todas as estações,  bolsas, calçados, eletro eletrônico, material escolar e muito mais, rua professor Coimbra em frente ao mercado público de Macau, empresa do grupo Elísio Filho e Jane Maria

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto
 

Nenhum comentário