Laudo diz que jovem morta no carnaval de Caicó foi estrangulada


Laudo foi divulgado pela jornalista Roberta Trindade
Encontrada morta dentro do carro em Caicó durante o carnaval, a jovem Zaira Dantas Silveira Cruz, de 22 anos, foi estrangulada e morta sob tortura. É o que revela o laudo do Instituto Técnico-científico de Perícia (Itep), divulgado ontem pela jornalista Roberta Trindade, da TV Tropical. Até então, nem Polícia ou o Itep tinham divulgado o resultado do laudo, fato que levantou suspeitas sobre a causa da morte, até então narrada como possível morte natural.
Segundo informou a jornalista, os exames mostraram que Zaira foi assassinada por asfixia mecânica, estrangulamento por meio de tortura. O próximo resultado de exames deverá mostrar se ela tentou resistir e em quais condições de vulnerabilidade se encontrava.
Zaira foi encontrada morta dentro do carro na manhã do sábado (2) na sede do bloco de carnaval em Caicó. Segundo a Polícia, não havia marcas de violência no corpo dela. Amigos disseram na ocasião que ela havia ido dormir no carro. A princípio, os depoimentos apontavam para um possível infarto como sendo causa da morte.
O laudo ficou pronto nesta semana, mas o ITEP não pôde divulgar, ficando a Polícia responsável por apresentar o resultado numa coletiva de imprensa. Ao ter acesso ao documento, a jornalista Roberta Trindade divulgou, argumentando que se trata de um documento público e que o processo não corre em segredo de justiça. 
Portal no ar







  Lojão Fortaleza
temos confecções e calçados para homens mulheres e crianças, além de artigos de cama mesa e banho, peças apartir de 10,00 reais
aguardamos sua visita, rua Martins Ferreira, centro Macau, vizinho a camara municipal
 



Nenhum comentário

Publicidade