Publicidade

Polícia Federal desarticula organização criminosa do Maranhão que tentava aplicar fraude contra o INSS em Mossoró RN

ImagemA Polícia Federal em Mossoró, prendeu em flagrante, nesta quarta feira, 16 de janeiro de 2019, cinco pessoas, sendo quatro mulheres e um homem acusadas de sacar indevidamente, através da Caixa Econômica Federal parcelas do seguro-defeso, destinado a pescadores artesanais em Mossoró, cidade da região Oeste Potiguar.
De acordo com o delegado da PF em Mossoró, Dr. Breno Morais, a organização criminosa, foi desarticulada a partir da prisão de uma mulher, que tentava sacar duas parcelas do benefício no valor de um salário mínimo cada uma. A Polícia Federal foi informada que um homem usando documentos falsos, já havia tentado sacar o benefício em uma agência da Caixa Econômica na cidade na última segunda feira, dia 15.
Ao perceber que a gerência da CEF estava desconfiando de que se tratava de uma fraude, o suspeito conseguiu fugir, deixando os documentos na agência. A partir da prisão da primeira mulher, a investigação da PF conseguiu a localização das outras pessoas suspeitas de envolvimento com a organização criminosa e prendeu mais quatro pessoas, sendo três mulheres e um homem, em uma residência no Bairro Aeroporto.
Imagem
Com o grupo criminoso a Polícia Federal apreendeu um veículo VW Amarok, celulares, documentos falsos. Um criança de três anos filha de uma das presas, foi encaminhada ao Conselho Tutelar para acolhimento. O Dr. Breno Morais informou ainda que os levantamentos feitos pela Polícia Federal, apontaram que o grupo criminoso havia praticado fraude semelhante nos estados do Ceará, Tocantins, Maranhão e Piaui, além do Rio Grande do Norte.
Os prejuízos causados pela organização criminosa, ao INSS é da ordem de 40 mil reais. O benefício seguro-defeso visa da garantias de rendas aos pescadores artesanais que ficam impossibilitados de trabalhar, durante o periodo em que a pesca para fins comerciais é proibida, devido a reprodução dos peixes, o chamado periodo de defeso.
A Polícia Federal divulgou apenas as iniciais dos nomes das cinco pessoas presas na operação. São elas: L.C.O, 38 anos, desempregada; M.S.B.S. de 30 anos, do lar; F.S.S, 41 anos de idade, do lar; G.L.C, 28 anos, doméstica e L.C.O. de 27 anos, vendedor. Todos são nuturais da cidade de Bacabal no estado do Maranhão.
O grupo criminoso foi autuado por estelionato, uso de documentos falsos e organização criminosa. As penas máximas somadas para esses tipos de crime, segundo o Dr. Breno Morais, podem chegar a 19 anos de prisão. Após os procedimentos na Polícia Federal, as cinco pessoas presas foram encaminhadas ao ITEP, onde passaram por exames de corpo de delito. As mulheres ficaram custodiadas na Penitenciária Mário Negócio e o homem na Cadeia Pública, onde estão a disposição da justiça federal.




 Publicidade

Armarinho Macau,lojas 1 e 2 tudo em um só lugar, artigos de cama mesa e banho, confecções em geral, bolsas, calçados, eletro eletrônico e muito mais, rua professor Coimbra em frente ao mercado público de Macau, empresa do grupo Elísio Filho e Jane Maria

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Nenhum comentário

Publicidade