Meio Ambiente: Possível dano causado por invasão de espuma de salinas em istmo é averiguado em Macau


Imagem: Reprodução
O suposto impacto ambiental causado pela espuma proveniente das salinas pertencentes à empresa Salinas do Nordeste (Salinor), que invade o istmo do município de Macau, passará por todo um processo de investigação.
É o que decidiu a 3ª promotora de Justiça da comarca local, bacharela Tiffany Mourão Cavalari de Lima.
O Inquérito Civil tal finalidade foi criada formalmente através da publicação da Portaria nº 2018/0000480396, do dia 26 de setembro passado, que tem cópia veiculada na edição desta terça (23) do Diário Oficial do Estado.
A representante do Ministério Público do RN justificou que a medida tem amparo no art. 127 combinado com o art. 129 da Constituição Federal de 88 e o art. 25, inciso VI, da Lei nº 8.625/1993.
Lucio Flávio 
 
 
 
 
 Publicidade

Armarinho Macau,lojas 1 e 2 tudo em um só lugar, artigos de cama mesa e banho, confecções em geral, bolsas, calçados, eletro eletrônico e muito mais, rua professor Coimbra em frente ao mercado público de Macau, empresa do grupo Elísio Filho e Jane Maria
A imagem pode conter: 1 pessoa, texto
 

Nenhum comentário

Publicidade

Publicidade