'Ele falou que ia me estrangular', diz mulher vítima de estupro dentro de hotel em Natal


A turista de São Paulo de 48 anos que foi vítima de estupro na madrugada da quarta-feira (19), dentro do quarto de um hotel em Ponta Negra, na Zona Sul de Natal, precisou tomar remédios contra doenças sexualmente transmissíveis depois de prestar queixa na polícia. O procedimento é praxe em casos de abuso sexual. “Ele falou que ia me estrangular se eu não colaborasse com as coisas que ele me pedia”, lembra a mulher sobre o momento da agressão.
Ela relatou que o homem invadiu o quarto pela janela por volta das 2h. A turista estava dormindo e acordou com o barulho do criminoso, mexendo em seus pertences. Depois de acordada, ela conta, o homem a abordou, disse que queria as senhas de seus cartões e também do aparelho c
Estuprador entrou pela janela e rendeu a vítima —
A turista diz que, em seguida, o bandido a amarrou na cama e forçou a relação sexual. O homem foi embora e não foi mais visto. Ele deixou dentro do quarto uma faca e uma bermuda, que foram recolhidas para perícia. Um taxista que estava estacionado na rua lateral ao hotel viu o criminoso fugindo.
A mulher passou por exames de corpo de delito e de conjunção carnal, mas os resultados ainda não saíram. A Delegacia Especializada de Atendimento ao Turista conduz as investigações sobre o caso. As imagens das câmeras de segurança do hotel estão sendo analisada para identificar possíveis suspeitos. 




Nenhum comentário

Publicidade

Publicidade