Macau com ou sem Carnaval em 2018? Entenda...

Tá decidido: Festa pode voltar a acontecer em 20

Tulio Lemos afirma que Macau poderá ter Carnaval de rua, mas sem dinheiro da prefeitura

Realizar o Carnaval de Macau sem gastos da prefeitura já era uma preocupação do prefeito Tulio Lemos, que não se mostrou surpreso ao receber na tarde desta terça-feira, 23, uma recomendação expedida pela 1ª Promotoria de Justiça da Comarca do município, que orienta o Chefe do Executivo municipal a se abster de utilizar recursos públicos para a contratação de eventos para a folia momesca.

Para o prefeito, a recomendação do órgão ministerial chega em sintonia com um pensamento seu, já manifestado a toda a equipe de governo. “O Ministério Público tem a função de defender os direitos coletivos e nós respeitamos. Entendemos o momento difícil, onde categorias de servidores municipais estão com salários atrasados. Portanto, não há nem como pensar em gastos com Carnaval”, disse o prefeito.

O prefeito Tulio Lemos, no entanto, não está desanimado, diante da possibilidade de realizar a festa de momo e adiantou que o município de Macau, amparado na Lei de Incentivos Câmara Cascudo, do Governo do Estado, conseguiu aprovar um projeto para a realização do Carnaval. "Estamos buscando também, paralelo a isso, o apoio da iniciativa privada", disse o prefeito. 

“Existe o interesse já por parte de algumas empresas em investir na festa, mas tudo vai depender dessas parcerias que estão em andamento, para o carnaval acontecer”, disse Tulio Lemos, informando que esse projeto vem sendo discutido pela equipe de governo desde setembro passado, quando já era uma decisão sua em não promover Carnaval com dinheiro da prefeitura.

(ASSECOM/PMM)

Nenhum comentário

Publicidade