Dois são mortos na Grande Natal; polícia suspeita que há relação com execução de chefe de facção


Por Anderson Barbosa, G1 RN 


Dois homens foram assassinados a tiros no final da noite deste domingo (6) em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. A polícia suspeita que Daniel Pereira da Silva, de 24 anos, e Carlos Alexandre Lemos, de 25, tenham sido vítimas de uma represália pela morte de Eduardo Rodrigues, apontado como chefe de uma facção criminosa que disputa o domínio do tráfico de drogas no estado.

Eduardinho do Mosquito, como era mais conhecido, havia sido executado pouco tempo antes. Estava dentro de um carro na BR-101 Norte, momento em que passava pela rotatória de acesso a Extremoz, também na região metropolitana da capital potiguar. A namorada dele, que também estava no veículo, ficou ferida no braço.

Mesmo ferida, a namorada conseguiu dirigir o carro até o Hospital Santa Catarina, na Zona Norte de Natal, mas Eduardo já estava morto quando chegou à unidade. A mulher, que foi atingida de raspão no braço, foi atendida e passa bem.


“Pode ter sido uma retaliação? Pode. No momento em que foram mortos, vizinhos disseram ter ouvido os assassinos gritarem o nome da facção da qual o Eduardo fazia parte. Estamos investigando isso”, afirmou o delegado Marcos Vinícius, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).


Ainda de acordo com o delegado, Daniel e Carlos Alexandre foram assassinados em endereços diferentes, mas próximos um do outro. O primeiro foi morto dentro de uma casa na rua Santa Margarida Maria. O segundo, foi baleado e tombou no meio da rua Padre Cícero. As duas ruas ficam no bairro Golandim. 





LIGEIRINHO ÁGUA E GÁS. a entrega mais rápida da cidade, tel (9090) 3521-2272 /9694-8448 ou 9970 4613.comprando o seu botijão Brasil Gás, você ganha cupon e concorre a premios no final de cada mês, Av.  Centenário/ centro Macau, organização Gilmar 

Nenhum comentário