PM promete segurança, mas poucos ônibus deixam as garagens em Natal

Publicidade

PM promete segurança, mas poucos ônibus deixam as garagens em Natal

Retorno dos transportes coletivos às ruas de Natal estava previsto para 6h.
Segundo a PM, apenas veículos de duas empresas voltaram a circular.

Do G1 RN
Na empresa Guanabara, ônibus não deixaram as garagens no horário previsto (Foto: Wendell Jefferson)Na empresa Guanabara, ônibus não deixaram as garagens no horário previsto (Foto: Wendell Jefferson)
O retorno dos transportes coletivos às ruas de Natal, previsto para acontecer na manhã deste sábado (21), desde as 6h, ainda não foi totalmente efetivado. A Polícia Militar informou ao G1 que, mesmo garantindo a realização de uma operação especial, a maioria das empresas está com os ônibus nas garagens.
 
Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Rio Grande do Norte (Sintro-RN), a frota de ônibus da capital potiguar é formada por 630 veículos. Nesta época do ano, em razão das férias, 380 mil pessoas usam o transporte público diariamente na cidade.
O major Franco, oficial responsável pela comunicação da PM, disse que desde às 4h da madrugada policiais estão nas ruas para a operação que foi planejada em reunião nesta sexta-feira (20) visando garantir segurança nos principais corredores da capital e também nos terminais de ônibus.
"Mesmo assim, apenas as empresas Trampolim e Conceição saíram das garagens no início da manhã, como estava previsto. Nossos oficiais de operação estão em negociação com as empresas e motoristas para que as demais possam voltar a circular o quanto antes", comentou.
A expectativa, conforme foi anunciado nesta sexta, era de que os ônibus circulassem nesse sábado de 6h às 18h, com frota equivalente a dos domingos. Além da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, as Forças Armadas também está atuando nas ruas de Natal para tentar inibir novos ataques contra o transporte público.

Um veículo particular foi incendiado na madrugada deste sábado (21) na Zona Oeste de Natal, mesmo após o início da atuação das Forças Armadas na região Metropolitana da capital potiguar. Segundo a Polícia Militar, quatro homens teriam ateado fogo no carro. Ninguém foi preso.
Ataques
Até o momento, vinte e seis ônibus e micro-ônibus, cinco viaturas do governo do estado e das prefeituras, um caminhão, dois carros particulares, quatro delegacias e outros três prédios públicos foram alvos de criminosos. Não há informação de pessoas feridas. Os atentados, a maioria incendiários, foram registrados em dez municípios.

Segundo o secretário de Segurança Pública, Caio Bezerra, está sendo investigado se os ataques têm relação com a crise no sistema penitenciário do estado. "Pessoas já foram presas", afirmou, mas sem revelar a quantidade de detidos.



 

 Drogaria Timoneiros, compromisso com a sua saúde, por trás do ginásio de esportes e agora com sua filial no CCAB em Macau, onde funcionou o aliment,s Rstaurante, Fones 3521 2300 ou 99965-0048

Nenhum comentário

Publicidade