Após condenação, ex-prefeito de Macau é solto pela Justiça

Publicidade

Após condenação, ex-prefeito de Macau é solto pela Justiça

Flávio Veras foi preso em dezembro de 2015 por uso de documento falso.
Juíza substituiu a prisão por medidas cautelares.

Do G1 RN
Flávio Veras, ex-prefeito de Macau (Foto: Canindé Soares)
O ex-prefeito de Macau Flávio Veras foi condenado nesta terça-feira (6) a 2 anos e 6 meses de prisão por uso de documento falso, mas a juíza substituiu a prisão por medidas cautelares. Veras está preso desde 4 de dezembro de 2015 e deve ser solto ainda nesta terça.
Pela decisão, o ex-prefeito fica proibido de contratar com o município de Macau, proibido de ocupar função pública no município ou de frequentar repartições públicas da cidade.
O documento citado pelo Ministério Público é uma portaria, na qual teria sido inserida data anterior a assinatura real. A finalidade da portaria, seria simular um rompimento político entre o atual prefeito e Flávio Veras, seu antecessor. O documento teria sido utilizado para embasar a defesa de Veras e obter habeas corpus perante o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJ-RN), afastando sua responsabilidade pelos crimes desvendados na operação 'Máscara Negra', pelos quais havia sido preso.
A juíza Cristiany Maria de Vasconcelos Batista entendeu que "mesmo tendo sido proferida
sentença condenatória, o regime prisional estabelecido - aberto - e a quantidade de pena  que resta a cumprir, tornam a prisão preventiva desproporcional ao caso, podendo ser substituída pelas cautelares, somente para evitar a reiteração de crimes, sobretudo, contra a administração pública local".





 Na festa dos seus trinta anos em Macau e região, a Flávio eletro a loja das grandes promoções, vai realiza sorteios para seu clientes que estão com suas prestações em dia, uma casa no valor de 70 mil reais, 15 mil reais para entrada do carro novo e mais 15 mil em produtos.  

Nenhum comentário

Publicidade