Acusado de matar policial militar em 2008 é capturado em Mossoró

Publicidade

Acusado de matar policial militar em 2008 é capturado em Mossoró


Policiais da 2º Companhia e das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) do 12º Batalhão de Polícia Militar (12º BPM) capturaram, no começo da tarde desta segunda-feira (18), Álvaro Santiago de Oliveira, um dos envolvidos na morte do Cabo Geraldo, no dia 2 de junho de 2008.
O infrator se encontrava foragido do Complexo Penal Agrícola Mário Negócio há pelo menos seis anos e possuía um mandado de prisão em seu desfavor. O foragido estava residindo na comunidade do Cristovão, em Areia Branca, e foi identificado e preso a caminho de Mossoró. Ele será conduzido à Delegacia Regional da cidade de onde será devolvido ao sistema prisional.
Cabo Geraldo foi assassinado com um tiro na cabeça enquanto atendida a uma ocorrência em Mossoró.
190rn
 

Chegou em Macau a escola tecnica CENTERN- matriculas abertas para curso de eletrotecnica


           Atenção 
 A cidade de Macau ganhou a mais nova escola de cursos técnicos, a CENTERN- Centro Tecnológico do RN, do grupo Hipócrates de Natal, que já abriu matriculas para o curso de Técnico em Eletrotécnica com duração de 15 meses com direito a certificado do CREA, para atuar na área de concessionárias de energia elétrica, prestadoras de serviço, indústrias em geral, nas atividades de manutenção e automação, indústrias de fabricação de máquinas, componentes e equipamentos elétricos.
Contamos também com treinamentos como NR10, NR33 e NR35 (A Certificação dos treinamentos NR10, NR33 e NR35 reconhecida pelo Ministério do Trabalho e Emprego, valido em todo o território brasileiro, aceito pelas empresas).
À filial estar instalada na Rua Augusto Severo, nº 259 (1º andar) no centro, vizinho a escola estadual Duque de Caxias.

 fone 3521 3487 ou  99646 7771
 

Presos armados baleiam PM e agente de cadeia em Natal; dois fogem


Um policial militar e um agente penitenciário foram baleados na noite deste domingo (17) durante a fuga de dois presos do Centro de Detenção Provisória do Potengi, na Zona Norte de Natal. Os detentos estavam armados dentro da cela e fugiram levando o revólver do agente.

Segundo Gilmar de Carvalho, diretor da unidade, um dos presos fingiu estar passando mal, atraindo os agentes de plantão até a cela. Quando foram verificar a situação do detento, os agentes foram rendidos. "Um dos presos tinha uma arma, uma pistola 380. Ele atirou. Um dos tiros atingiu o braço de um dos agentes. Outro tiro acertou o colete de um policial militar que fazia a guarda da unidade. O agente baleado passa bem", relatou o diretor.

Ainda de acordo com Gilmar, os presos Daniel Saulo de Queiroz Lourenço e Jangledson de Oliveira fugiram levando a arma do agente baleado, um revólver calibre 38. No momento da fuga, dois agentes penitenciários e dois PMs faziam aguarda do CDP. O Centro de Detenção Provisória do Potengi tem capacidade para 80 detentos, mas tinha até então 133 presos.


Fonte: G1/RN
 

Nenhum comentário

Publicidade